Vinicius Santos

Baixo

Meu nome é Vinícius (vulgo Vinne Santos). Sou baixista, compositor e cofundador da banda Raising Conviction.

Meu contato primário com a música foi na primeira metade dos anos 90, através do meu pai, que nas horas vagas ouvia discos de tropicália e rock ‘n roll nacional e internacional dos anos 60 e 70. Além de ouvinte, meu pai também tocava violão e flauta. Logo, o interesse por música me trouxe outra perspectiva: brinquedos e lazeres infantis deram lugar ao universo musical, em especial o rock. Com a descoberta da saudosa MTV Brasil, o gênero supracitado se tornou obsessão na minha vida. Essa imersão me levou ao Grunge e ao Metal. Ambos os subgêneros despertaram em mim a vontade de aprender a tocar um instrumento.

Ganhei meu primeiro violão em 1997. Até 2001, minha satisfação se resumia em fazer tributos aos meus ídolos. Não havia pretensões artísticas, só o desejo de me conectar ao conjunto das obras as quais contemplava.

Minha trajetória com banda começou em 2002. Na época, alguns amigos estavam formando uma banda e precisavam de baixista para completar o grupo. Assumi o posto, mas nunca havia pegado num contrabaixo. Como a banda já havia começado e naquele momento não tinha como adquirir um instrumento, consegui emprestado com um amigo um Giannini Stratosonic dos anos 80. Em 2003, consegui meu primeiro contrabaixo.

De 2003 a 2007, toquei em várias bandas de garagem, do punk ao metal, mas meus objetivos divergiam dos projetos que eu fizera parte. Durante este tempo, o desejo de ter algo promissor já era uma convicção e eu precisava buscar as pessoas que compartilhavam do mesmo.

De 2007 e 2013, Fiz parte da Inbraile, banda Metal/Hardcore que fez um barulho na cena de BH. Através da banda, conheci Raul Duarte, que atualmente faz parte da Raising Conviction.

Em 2013, Peter e eu tínhamos vontade de ter um projeto. Eu já o acompanhava desde a época do Eternal Crossing. No momento oportuno, juntamos nossas idéias e nasceu a Raising Conviction. Em seguida, convidei o Raul, meu antigo companheiro de Inbraile.

Através do Peter e Raul vieram Alexandre e Julimar para consolidar o projeto.

Aquele desejo que me acompanhava, deixara sua forma onírica para se traduzir em realidade: Raising Conviction!

Influências musicais:

Caetano Veloso, Chico Buarque, Tom Zé, Mutantes, Casa das Máquinas, Raul Seixas, Black Sabbath, Led Zeppelin, Queen, The Clash, Nirvana, Alice In Chains, Soundgarden, Stone Temple Pilots, Jeff Buckley, Sepultura, Pantera, Anthrax, Machine Head, Fear Factory, Mudvayne, Lamb Of God, Gojira, Mastodon, Parkway Drive, As Blood Runs Black, Tesseract, Monuments e Jinjer.

..