Peter Roberto

Guitarra

"Sumi 2 anos pra voltar no mínimo 5 a frente..." by Coruja

Como o título já diz sou o Peter, mais conhecido na cena como Pitt, minha história se inicia em 1998 com 11 anos de idade e a descoberta de um instrumento mágico, o violão. Foi então que comecei a dar meus primeiros acordes por intermédio do meu pai, comecei com a Bossa Nova, mas com a inquietude normal da idade algo ainda faltava, foi aí que 1 ano depois (99) descubro a banda (Red Hot Chili Peppers) que me colocou de vez no Rock e me mostrou o que seria o maior sonho da minha vida, viver a música, viver de música, estar conectado com esse mundo em todos os momentos. Enfim, muitas coisas aconteceram de lá pra cá, e o processo até chegar no metal foi muito natural, o tempo foi passando e eu já estava na guitarra, riffs e mais riffs, fui descobrindo bandas com sons mais pesados desde o New Metal, Hardcore, Metalcore, Thrash etc…

Entre 2002 e 2012 fiz parte da Eternal Crossing que em seu último ano veio a se chamar Cauvery, mas enfim, durante todo esse período obtive muitas experiências, convívio intenso na cena de BH, tocamos e viajamos por inúmeros lugares também, tanto no interior de MG quanto outros estados. Após esse longo trecho havia decidido dar um tempo nessa vivência de banda, do desgaste e entrega que isso requer, mas pouco tempo (2013/2014) depois eis que surge em minha vida o que seria o maior passo dado até então a Raising Conviction, que se formou da forma mais natural possível, mas isso você encontra na página Biografia, bora lá! #GoRaisers 

  1. Além de músico, tenho uma grande paixão por códigos e atuo também como desenvolvedor Front End.
  2. Um amante do E-SPORTS, pratico AV (Automobilismo Virtual), League Of Legends entre outros…